1 de mai de 2017

O sujeito da história


Hoje é dia do sujeito da história.
Dia do protagonista da vida.
Dia de cada um de nós: trabalhadores e trabalhadoras. 
Aquele que faz acontecer nossa cultura e nossa realidade humana.
O trabalho, objeto de nossa criação, de nossa arte, de nosso esforço.
O trabalho, objeto de nossos momentos, daquilo que construímos com nossas próprias mãos.
Salve todos nós, sujeitos do trabalho e de toda criação a partir dele.
Salve a vida.
Salve todas as gentes.

Dia do trabalhador e da trabalhadora. Dia do sujeito, não do objeto. 

Uma essencial diferença.
Um modo de ver com humanidade e profundidade nossa realidade e capacidades.

Quem produz, quem faz acontecer é o nosso esforço.

Salve toda a tecnologia que criamos.
Todas as máquinas que inventamos, e mantemos.
Salve as ferramentas, e os manuais.
Mas hoje é dia nosso.
Dia do trabalhador e trabalhadora.

Dia do trabalho deveria ser todo dia.
Só não é porque tem um monte de desempregados.
Àqueles que não tem direito.
Àqueles que estão sem o direito ao trabalho.
Deixo aqui minha solidariedade.
É cruel um sistema que abre mão de sua arte e de sua criação.
Concordamos com isso não.
Dói muito em nosso coração.

Mas penso sempre.
Isto tem que mudar.
Vamos dar um jeito.
Temos que enfrentar esta situação.
Tudo isto não é uma determinação.
Não pode ser definitivo.
A história quem faz somos nós.
Povo forte ... Povo trabalhador.
Vamos em frente.
Lá tem gente.
Aqui também!

Nenhum comentário: