22 de dez de 2012

Um feliz natal: trabalhador!


Um natal de sonhos e poesia no tempo da vida.
Só faz sentido no espaço e existir de coisas e entes.
Chegamos até aqui, parece que vamos mais além.
Esta é a grande provocação do natal.

É um renascer, possível, imaginável e experimentável.
Sua magia está na sintonia de energias e pensamentos,
De trabalhadores e trabalhadores que ousam teimar,
A cada ano viver mais um natal: o extraordinário renascer.

Em tempos de exigentes mudanças,
Que se fazem quase que por conta,
Somos chamados a retomar o sentido
daquilo que realmente importa.

Um tempo que não mais suporta,
ser tratado como ovo de tolo ou porta,
O natal abre nova passagem para ir
E nisto perceber que.....

O trabalhador é a pessoa, dotada de significado histórico e envolvida a cada minuto na busca pelo bem viver.

Possui autonomia enquanto indivíduo mas, sua dimensão histórica, expressa-se no coletivo da comunidade e amplia-se a cada momento, que desenvolve suas potencialidades técnicas e científicas.

Nossa humanidade somente aprofunda-se rumo à plenitude, em um “movimento e caminhar”, se usarmos nosso saber e técnica a serviço do conjunto da comunidade.

Nosso saber e experiência acumulada nos permite determinar que este “movimento e caminhar” só é possível alcançar coletiva e historicamente, através do desenvolvimeto do ambiente em que vivemos e do fortalecimento de nossas relações.

Para garantir o desenvolvimento, aprendemos que, este deve ser sustentável.

Para fortalecer nossas relações, percebemos que, esta, deve ser solidária.

Nosso “fazer trabalhador” é sempre econômico. Isto é da natureza do trabalho. Nosso existir é sempre solidário. Isto é da natureza do humano. Por quanto, um verdadeiro Natal e renascer, só existe no âmbito de uma economia solidária.

Está por vir.... sairemos do outro lado... há quem diga que já está entre vós... o que você acha?
Rosenil

Nenhum comentário: