18 de fev de 2012

Tributo a uma luta irreverente.


Tome cuidado militante,
mas tome sem medo,
mantenha a coragem,
não recue da missão.

Mas olhe sempre ao lado,
tem de tudo, tem sopa,
tem pedra, tem melado,
tem muita corrupção.

Corrupção material,
corrupção de alma,
de pensamento
e coração.

Mas o que nos interessa
é gente de luta,
que coloca a própria vida,
formando nossa união.

E gente de luta está presente,
com a ação e a reflexão.
Dos pensamentos que iluminam,
saem esforços claros da missão.

Mas prime pelo diálogo,
e nele, a troca e a interpretação,
interpretamos tudo com humildade,
com sabedoria, nossa construção.

Tudo isto leva tempo e exige esforço,
mas pra quem é de luta,
e tem companheiro de trincheira,
enfrenta qualquer situação.

Estamos em momento de baixa,
tem muito bandido em ação,
aqueles que vivem da ignorância,
da covardia e da opressão.

Com fala mansa e oportunista,
se diz privilegiado e irmão,
mas na verdade é medíocre,
tanto na ação como na opinião.

Perdemos a batalha, 
isso serve de lição.
Mas tem trabalho pela frente
pra quem tem vida e coração.

Se a mediocridade está presente,
não seja em nossa mente,
mas tenha cuidado sempre,
pra não contaminar com indecente.

Da ideologia dominante
não é livre nenhum cristão,
tem que ter habilidade,
par enfrentar eventual deserção.

Pro`s hipócritas do novo rumo,
de nenhuma tradição, 
comecem a tremer na base
pois agora a força sentirão.

Se tiveram apoio e servidão,
foi pela esperança em sua humanidade,
aquela que traíram com maldade,
mostrando toda sua irresponsabilidade.

Antes da morte me disse o Mestre,
os bandidos ganharam,
mas se tempo eu tivesse, faria de novo,
um recomeço da luta que enobrece.

Foi seu corpo, é verdade.
Este que padece,
Mas no exemplo vivido com intensidade,
deixou uma ordem e uma prece.

continuemos a luta, 
seu ensinamento não se esquece.
Vamos até melhorar a semente,
que lá do alto tu aquece.

Os imbecis querem ignorar,
Seus 32 anos de história,
foi um erro de tática que sela,
ainda mais sua vitória.

Saibam todos que tem coragem,
nunca estaremos sozinhos,
peia luta que se transmite,
o verdadeiro caminho.

Vou por aqui me despedir,
não sei quanto tempo também tenho,
mas que todos seremos eternos,
em você Cândido do engenho.

Nenhum comentário: