3 de jul de 2011

Militância Socialista lança site

A Militância Socialista (MS),  resultado da articulação de um campo político de esquerda do PT(1) identifica-se pelas posições socialistas e pela forma democrática de sua organização.
Originou-se da junção de diferentes lógicas locais, evoluindo para se tornar uma tendência(2) nacional.
Se relaciona com outras tendências do campo de esquerda(3) do PT, seja nos momentos de disputas internas(4), no cotidiano das direções(5) ou em fóruns de debates(6).

(1) PT - Partido dos Trabalhadores é um partido político do Brasil. Nasceu no final da década de 1970 como resultado de lutas sociais e organizações humanistas para ser instrumento da classe trabalhadora na defesa de seus interesses e de seus direitos. Em seus 31 anos de história tornou-se o maior partido socialista da América Látina. Elegeu o primeiro presidente da república de seu país orindo da classe trabalhadora. Também elegeu a primeira mulher presidenta do Brasil.


(2) Tendência é o nome dado a um determinado modo de organização de pessoas e de sujeitos políticos no interior do PT. Participar de uma tendência dentro do partido não é uma obrigação mas um direito de todo militante. A organização em tendências do PT é um diferencial em termos de organização política do Partido dos Trabalhadores no Brasil. Esta experiência concreta existente no Brasil é objeto de estudo e de acompanhamento por diversas organizações socialistas e democráticas de todo o mundo. O fator de organização em tendências oportunizadas pelo estatuto do partido é um dos principais fatores que garantem a democracia interna da organização partidária.


(3) Campo de esquerda é uma força de resistência natural de uma organização partidária socialista que se organiza rumo a conquista do poder dentro da lógica das democracias capitalistas. Todas as organizações partidárias que se sustentam no poder a partir da relação material, estrutural e ideológica próximo aos interesses do capital são denominadas de campo de direita. O Partido dos Trabalhadores nasceu como uma organização partidária que sempre foi refutada pelo sistema capitalista. No PT, sua proposta e suas metas, existem para construir a sociedade socialista e a defesa dos interesses da classe trabalhadora. Com os avanços do partido e o resultado positivo da conquista de poder dentro da sociedade que possui um DNA capitalista, nasceu dentro do PT forças que são mais à direita. O campo de esquerda dentro do partido é um esforço de sujeitos políticos que não querem perder o PT para as forças da ideologia dominante.


(4) Disputas internas é a denominação de processos de debates rumo a consolidação de idéias e estratégias políticas que levem o PT a exercer seu poder em determinada direção e na defesa de determinados interesses. A definição destes interesses se dá através da capacidade de formulação e de ação dos diversos sujeitos políticos que atuam no interior e nas áreas de influência do partido. O campo de esquerda atua para que o partido não se desvie da luta em torno das bandeiras históricas do partido: a igualdade, o socialismo, a democracia e o humanismo. 


(5) Cotidiano das direções é um modo de dizer como se dá a operação e implementação prática das tarefas políticas do partido, sejam elas na organização da sociedade, na formulação do projeto político, na sistematização da análise da conjuntura, na disputa de eleições ou na formação politica de seus militantes.


(6) Forun de debate é um modo de denominar os espaços criados pela organização partidária ou pelo resultado de suas ações onde é possível reunir pessoas, organizar processos e definir estratégias de ação. Os foruns mais comuns são: as instâncias partidárias, as plenárias populares, os encontros do partido e, de certo modo, os movimentos sociais que são apoiados pelas forças políticas do partido.

Nenhum comentário: