14 de jul de 2011

Conferência de Juventude em Suzano

clique na foto para ampliar
A segunda conferência municipal de juventude ocorrerá em 20 de agosto na cidade. Organizada pelos coletivos, associações e movimentos de juventude locais, a conferência é uma oportunidade para os jovens de nossa cidade fazerem valer seus direitos à organização, opinião e formulação de políticas públicas para o segmento.

A mobilização, infraestrutura e material de apoio é fornecido pelo Governo Popular de Suzano através do enagajmento de diversas secretarias municipais.

A primeira versão deste evento ocoreu em 2008 como resposta ao chamado do governo federal, que propõe, através das conferências, em todo o território nacional, a oportunidade dos estados e municípios contribuirem com a formulação e implementação da política nacional para a juventude.

Em Suzano, apesar das dificuldades, avanços significativos já podem ser contabilizados a favor da população jovem em virtude dos esforços do governo e da população organizada em conferência.

Destaca-se a criação da plenária temática da juventude no orçamento participativo do município enquanto conquista específica, do esforço dos jovens em conferêcia. Há também o compromisso firmado pelo governo municipal para a criação do conselho municipal de juventude e a coordenadoria de juventude, que já foi assumido pelo governo e está a cargo da Secretaria Municipal de Participação Popular e Descentralização implementar.

Este "post" tem como objetivo colaborar na divulgação do evento e apoiar o processo de mobilização da juventude. O momento que vivemos exige o engajamento de todos neste processo.

clique na foto para ampliar
As crises pelas quais temos passado, apesar das dificuldades que nos impõem, é momento de reflexão e oportunidade para o despertar das consciências, de jovens, de trabalhadores e trabalhadoras no sentido que possam, todos, apropriarem-se de suas reais possibilidades enquanto sujeitos contrutores de sua própria história.

Fortalecer políticas públicas que garantam direitos e diminua as desigualdades sociais é um dos caminhos necessários a serem percorridos pelos governos e pela sociedade. Garantir que este processo acolha o olhar e o modo da juventude, que percebe a seu modo sua própria realidade, é o intuito deste grande movimento de organização das conferências pelos territórios de nossas cidades.

Porém é necessário assinalar que os processos de conferência não encontram apoio e guarida de muitos meios de comunicação e de muitos governos locais. Esta rica experiência pela qual passa nosso país é boicotada por muitas das cidades do Alto Tietê e do Estado de São Paulo.

Não dar importância para este processo é abrir mão de nossa responsabilidade em colaborar na contrução de espaços que privilegiem o protagonismo da sociedade organizada e da juventude enquanto promotores do aprofundamento da democracia e da sociedade justa.

Mas sabemos que muitos setores conservadores de nossa sociedade se escondem atrás de seus próprios interesses e preferem descaracterizar estas novas políticas.

Neste caso, devemos denunciar e lutar contra tais forças, e gritar bem alto: VAMOS LEVANTAR NOSSAS BANDEIRAS.

Nenhum comentário: