21 de nov de 2010

Imagens e impressões sobre um velho comunista

Nossa nobre, bela e fragil existência sempre marcada por fortes emoções, desenrola-se sobre os tempos que a natureza nos blinda e brinda. Não fosse o sentido existente em cada um desses pequenos lapsos, constituidos por frações de segundo, que formam o todo, daquilo que chamamos de vida, sem este sentido o que tudo seria?

O grande desafio de viver a vida, graça do criador em meu limitado pensar e infinito sentir, é mais  ou menos duro. É mais ou menos angustiante. É mais ou menos melancólico. É mais ou menos frio. É mais ou menos quente. É mais ou menos profundo.

Não pude conhecer teus filhos,
Apenas os vi rapidamente,
mas conheci um pouco a ti,
Numas das frações da vida,
Te pude sentir, e ai percebi,

Que almas e homens como tu
ousam dar sentido a vida,
faz dos momentos menos duros.
Fazem das relações as mais profundas,
enfretam com altivez a melancolia.
A angustia com sabedoria.

Grande Salve querido Juarez,
mestre e militante.
Continuamos nos encontrando:
na aliança com a humanidade
verdadeiro sentido da luta
e de nossa eternidade.

Nenhum comentário: